Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

Um estudo do Instituto Biológico da Secretaria da Agricultura de São Paulo estima que a produção mundial de café seja reduzida em 15% devido à ocorrência de nematoides nas lavouras, número que aumenta em terras brasileiras. Cerca de 20% do que é produzido no país não chega ao mercado.
 
O nematoide ataca e destrói as raízes do café e, assim, a planta se desenvolve menos, culminando na queda da produtividade, mesmo que o produtor use adubo ou defensivos, explica o pesquisador do instituto Claudio Marcelo de Oliveira.
 
Segundo o pesquisador, para o cafeicultor evitar essa doença, é necessário adquirir mudas com certificado. “No estado de São Paulo há uma legislação rigorosa que exige que as mudas produzidas no estado sejam isentas de nematoide, então tudo passa pela fiscalização dos órgãos da Secretaria de Agricultura para certificar que a muda está livre de nematoide”, disse.