Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), (à esq, na imagem acima) determinou que a Secretaria de Transparência apurasse a "com rigor" a denúncia que caminhões-pipa abasteceram de água a fazenda do secretário de Agricultura, Gilmar Ferraz (dir.). A denúncia foi publicada por um site de noticias da cidade nesta segunda-feira, 13.
 
Procurada pela reportagem do site, a Prefeitura de Vitória da Conquista se manifestou em nota. Segundo informado pelo município,  o fato chegou ao prefeito por meio da imprensa.
 
Na nota, a Prefeitura confirma, informado que "tomou conhecimento, através da imprensa" e que "diante deste fato, o prefeito designou o secretário de de Transparência  Diego Rocha" que inciará, ainda nesta segunda, o processo de investigação".
 
Ainda segundo a nota, "até a apuração ser concluída, o prefeito determinou que a Operação Pipa seja administrada pelo DESERG (Departamento de Serviços Gerais) e esteja sob o comando oficial do gabinete. (LEIA ÍNTEGRA ABAIXO)
 
ENTENDA O CASO
Depois de ter seu nome envolto em uma denúncia de suposto uso irregular de equipamento público em proveito pessoal, o secretário municipal de Agricultura de Conquista, Gilmar Ferraz, se manifestou ao site de noticias de conqista, na manhã desta segunda-feira, 13.
 
Num vídeo que circula nas redes sociais, um carro-pipa a serviço da Prefeitura é visto abastecendo reservatório na Fazenda Anteiro, de propriedade do secretário municipal. A localidade fica na região de São João da Vitória (Batuque), zona rural do município.
 
O site teve acesso apenas ao vídeo postado, sem edição e com legendas e áudio antigo do prefeito Herzem Gusmão (MDB) falando em probidade administrativa. (VEJA ACIMA)
 
Segundo Ferraz, em entrevista via messenger, a área em questão está cedida ao município para um projeto experimental de mandioca e que a oposição está querendo tirar o foco da realidade.
 
"Eu cedi uma área para o viveiro de melhoramento genético da cultura da mandioca e como eu não tenho água doce lá na propriedade o meu filho pediu que mandassem água porque lá não tinha para fazer a molhação", defendeu-se.
Vereador pelo MDB e licenciado do cargo legislativo, Ferraz está secretário por meio do Decreto nº 19.484, de 13 de maio de 2019. Ainda segundo ele, a denúncia "tem nada a ver" com o que estão dizendo. "Eu tenho açude e tenho um poço artesiano muito bom, mas com água salgada", continuou.
 
Indagado se iria antecipar seu retorno à Câmara Municipal, renunciando à Secretaria de Agricultura, Ferraz disse que permanece até disposição em contrário. 
 
"A não ser que o prefeito não queira mais a minha contribuição. O cargo é do Executivo. Não sei ainda, porque o prefeito me pediu para ajudar na implantação das subprefeituras de Bate Pé e Inhobim. São vinculadas à nossa Secretaria de Agricultura do município", finalizou.