Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

Nesta segunda-feira (1º), o advogado Victor Valente, que defende Iuri Sheik diante da acusação de homicídio, negou que seu cliente tenha confessado o crime. O digital influencer está preso suspeito de matar o empresário William Oliveira, no dia 23 de junho, em Santo Antônio de Jesus.
 
A confissão teria sido feita durante depoimento concedido ao delegado Edílson Magalhães, titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Santo Antônio de Jesus) e responsável pela investigação. No entanto, o defensor nega tal versão do caso. “Essa informação não ocorreu. Não houve. [Foi] um interrogatório na ausência de advogados”, disse em entrevista ao Jornal da Cidade, na Rádio Metrópole.
 
O advogado rebateu também o que foi apresentado pelo delegado, de que o motivo da confusão teria sido a recusa de um cumprimento. “Essa história não aconteceu. Não houve esse fato. A gente vai esclarecer todos os fatos. É necessário aguardar a finalização do inquérito”, disse.
 
 
Ainda durante a entrevista, Valente disse que vai aguardar o encerramento do inquérito antes de fazer qualquer pronunciamento e acrescentou que vai tentar na Justiça que o digital influencer tenha direito a responder em liberdade. “Em relação ao mérito… É tudo muito preliminar, muito cedo, precoce para que a gente possa esclarecer. Vamos esperar o desenrolar dos fatos. E, a versão da defesa no momento oportuno será apresentada”