Fotografo: Agência Brasil
...
Sem Legenda

A Alemanha descartou a liberação da verba para a Amazônia suspensa em agosto. A negativa do governo em Berlim foi divulgada hoje (25) pela agência de notícias alemã DPA, depois de o vice-presidente Hamilton Mourão admitir aceitar dinheiro de países ricos para a preservação da região.
 
Um porta-voz da ministra alemã do Meio Ambiente, Svenja Schulze, reiterou que os repasses suspensos ano passado continuam congelados e que, para haver uma retomada, é necessário "que desenvolvamos uma percepção comum sobre o que é necessário nas áreas de proteção climática e de biodiversidade". Mas, de acordo com a ministra, "estamos ainda muito longe disso".
 
Schulze anunciou em agosto o congelamento de investimentos de 35 milhões de euros equivalente a cerca de 155 milhões de reais, que seriam destinados a diferentes projetos de proteção ambiental no Brasil. Neste mesmo mês, o governo brasileiro rejeitou oferta de 20 milhões de dólares dos países do G7 para auxílio no combate às queimadas na Amazônia.