Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

Depois que o jornalista Tico Oliveira revelou na coluna semanal "Notícia para Titia" hoje pela manhã a morte de Hiago com requintes de julgamento do tráfico de drogas, prostituição e afins, foi revelado o depoimento dos assassinos na audiência de custódia de ontem no Forum Joāo Mangabeira.

Rodrigo Porto Oliveira, o Playboy, e Alexandre Cruz Brito, o Parcker ou Xande, acusados de matar o estudante de odontologia e motorista de Uber, Hiago Evangelista, 24 anos, disseram em depoimento ao juiz Reno Viana e ao promotor José Junseira, na tarde dessa segunda-feira, 11, em audiência de custódia, que o crime foi cometido a mando do tráfico de drogas, a quem a vítima devia - segundo a dupla - R$2.500,00.

As informações constam de que o universitário fazia avião de entorpecentes entre os colegas.

Ainda de acordo com o depoimento, ao qual um blog da cidade teve acesso na íntegra, na manhã de sábado, dia 8, o cunhado de Hiago, de prenome Victor, teria sido contactado por um dos matadores, via aplicativo Whatsapp, informando sobre a morte e dando a localização do corpo. Rodrigo já responde por homicídio anterior e roubo de moto e Alexandre pertence a uma facção criminosa de Conquista.