Bahia: Quadrilha é presa e dois morrem em megaoperação das polícias Civil e Militar


Uma quadrilha responsável por crimes de tráfico de drogas, homicídios e assaltos a bancos foi alvo de uma operação conjunta das polícias Civil e Militar

POLÍCIA Publicada: 09/08/2018 15:13:51 Autor: Chayenne Guerreiro
Foto: Chayenne Guerreiro/BNews
A quadrilha foi investigada durante 1 ano e meio pela Polícia Civil.

 
 
 
Uma quadrilha responsável por crimes de tráfico de drogas, homicídios e assaltos a bancos foi alvo de uma operação conjunta das polícias Civil e Militar, deflagrada no início da manhã desta quinta-feira (9), na Bahia e no Rio de Janeiro. 
 
De acordo Secretaria da Segurança Pública, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Superintendência de Inteligência (SI) e do Comando de Policiamento Especializado, 14 pessoas foram localizadas na operação. Duas delas foram mortas em confronto. Armas, munições e veículos foram apreendidos.
 
A quadrilha foi investigada durante 1 ano e meio pela Polícia Civil. O grupo era liderado por Alex de Jesus da Hora, conhecido como "Argentino", morto em julho desse ano em confronto após explodir duas agencias bancarias no município de Serra Dourada, no Oeste da Bahia.
 
"SKY" - Conforme a polícia, foram capturados Átila Santos Cortes, Breno Tiago Santos de Jesus (detido em Cruz das Almas), Willian Couto Neves, Estanislau do Vale Costa, Jorge Luís Dias Muniz, Rodrigo Santos Lima, Bruno Estefan Almeida de Oliveira e Ana Mary Euzébio de Argolo.
 
A mulher é mãe de Willian Argolo Campos, o 'Sky', que reagiu a abordagem e morreu em confronto com a polícia.
 
Em flagrante foram presos Caio Oliveira, Filipe Souza Queiroz, Israel de Jesus Santos Filho e Igor da Silva Azevedo. Com o quarteto a polícia apreendeu R$ 3,2 mil em espécie, uma pistola calibre .40, uma pistola calibre 380, três revólveres calibres 44 e 38, além de munições e seis veículos, modelos BMW, Sportage, Tucson, Fox, Gol, Honda City e uma motocicleta. Um adolescente foi apreendido na operação.
 
Além do Draco e SI, participaram da megaoperação equipes do Graer, Choque, DHPP, Águia, Depom, Rondesp Atlântico, 26ª CIPM, Depin, Polinter e DPT.

Comentários

Comente está notícia: