Fundado pelo jornalista Tico de Oliveira em 12 de junho de 1987 - E-mail: jornalimpactoconquista@gmail.com

Cidadão Repórter

77 98839-2585
Vitória Da Conquista(BA), Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021 - 03:04
27/07/2021 as 16:09 | Por Correio24hrs | 294
Bahia tem menor número de casos ativos de covid do ano, diz Rui
Para ele, isso fortalece decisão de voltar às aulas, que só teve problemas em Salvador, afirma
Fotografo: Divulgação/SSP
Sem Legenda

O governador Rui Costa comemorou nesta terça-feira (27) o fato de a Bahia estar com o menor número de casos ativos de covid-19 neste ano. No boletim de ontem da Sesab, 7.796 pessoas apareciam como casos considerados ativos da doença. Rui falou do tema em um evento na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP) ao comentar a volta às aulas da rede estadual e a negativa dos professores em retomar o ensino presencial.
 
"Chegamos a cerca de 7,7 mil casos ativos. É o menor número do ano. Tinha comemorado semana passada o segundo menor númmero, 8.800. Em termos de taxa de ocupação (de leitos), no dia de ontem tivemos a menor do ano. Se não me engano, foram 52% de taxa de ocupação. Salvador ficou com 46%. Nenhum mês conseguimos ficar com esses dados. Isso só confirma nossa convicção e certeza que é mais que chegada a hora de dar uma oportunidade a esses jovens", afirmou.
 
Rui disse ainda que faz um balanço positivo da volta às aulas, ontem, e minimizou a baixa frequência nesse retorno. "Independente de covid, todos primeiros dias de a aula a presença são sempre uma crescente... No primeiro dia vai uma parte dos alunos, no segundo dia vai um número maior e assim sucessivamente. Esse é o comportamento. Ontem, diria que em 90% das cidades houve presença maciça dos estudantes. Menor número foi da capital, proporcionalmente de professor, de alunos muitos foram. Vamos ao longo dos dias crescer isso. É hora de retornar às aulas", repetiu.
 
Segundo ele, na maior parte das cidades da Bahia os professores já voltaram ao trabalho. "Onde tivemos problema foi na cidade de Salvador. Isso reafirma nossa posição de remunerar os que comparecem para trabalhar", disse ainda, ao ser questionado sobre o corte no ponto dos docentes que não voltarem às aulas.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil