Fotografo: Informe Cidade
...
Produção de hortaliças tem perda de 98% após chuva de granizo

 
 
 
Dois dias após a chuva de granizo que atingiu Caculé, produtores agrícolas ainda contabilizam os prejuízos que tiveram por conta do fenômeno climático raro na região. Terezinha Salvina do Nascimento Bonfim, moradora da Fazenda Espinho, que é uma das maiores produtoras de hortaliças do município de Caculé, estima uma perda de 98% da produção que vinha sendo cultivada em uma área de aproximadamente 5 hectares. 
 
De acordo com o Informe Cidade, a chuva de granizo destruiu boa parte do milharal, além das plantações de tomate, alface, rúcula, cheiro-verde, couve, brócolis e demais produtos cultivados no local. Só pés de alface foram cerca de 15 mil destruídos. A produção, que é comercializada nas feiras-livres de Caculé e cidades circunvizinhas e que também abastece os principais mercados e quitandas da cidade, ficará comprometida por pelo menos uns 60 dias.