Fundado pelo jornalista Tico de Oliveira em 12 de junho de 1987 - E-mail: jornalimpactoconquista@gmail.com

Cidadão Repórter

77 98839-2585
Vitória Da Conquista(BA), Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2021 - 11:52
23/12/2020 as 01:36 | Por CamaraVC | 658
Câmara fará visita às obras da Barragem do Catolé
O reservatório ocupará uma área total de drenagem da bacia hidrográfica de 761 quilômetros quadrados de espelho d’água de 160 hectares,
Fotografo: Divulgação
Sem Legenda

Na manhã desta quarta-feira, 23, a Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) realizará uma visita às obras da Barragem do Catolé, a fim de acompanhar o andamento da construção que deve garantir a segurança hídrica de Vitória da Conquista, Belo Campo e Tremedal. O transporte que será disponibilizado à imprensa e aos parlamentares sairá da porta da Câmara às 8 horas da manhã.
 
A construção da Barragem do Catolé, no município de Barra do Choça, está sendo executada pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), e terá investimento de R$ 210 milhões, provenientes do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), com contrapartida do Tesouro do Governo Estadual.
 
A nova barragem ficará a jusante (sentido do fluxo da água) da confluência do Rio Catolé com o Ribeirão Água Fria, formando o Rio Catolé Grande, e possibilitará o armazenamento de 23,4 bilhões de litros de água, volume quatro vezes maior do que a capacidade de armazenamento da barragem de Água Fria II. O reservatório ocupará uma área total de drenagem da bacia hidrográfica de 761 quilômetros quadrados de espelho d’água de 160 hectares, altura do vertedouro de 53 metros e volume máximo normal de 23,73 bilhões de litros (23,73 hectômetros cúbicos) e vazão regularizada de 670 litros por segundo.
 
Segundo o presidente da Câmara, vereador Luciano Gomes (PCdoB), o objetivo da visita é que os atuais vereadores que tanto lutaram pela construção dessa barragem possam fiscalizar o andamento das obras. “A atual legislatura é composta por vereadores atuantes que lutaram bravamente junto ao Governo do Estado e à Embasa para que essa obra tão importante para Vitória da Conquista e região fosse realizada, portanto, é justo que esses mesmos vereadores, muitos dos quais não conseguiram a reeleição, possam retornar à barragem para verificar como está a obra”, afirmou.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil