Fotografo: C Imagem
...
Sem Legenda

Após passar 59 dias internado em maio deste ano, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC), o cantor Agnaldo Timóteo, 83 anos, se apresenta nesta sexta-feira (6) em Recife, Pernambuco.
 
"Eu estou vivo e agradeço. Pensei que ia viver até uns 60, 65 anos. Estou com 83 e o mesmo desejo, a mesma voz, a mesma vontade de cantar para quem gosta da música romântica", declara o cantor, em entrevista a Geraldo Freire na Rádio Jornal.
 
Agnaldo sobe esta noite ao palco do Manhattan Café Theatro para sua primeira apresentação após receber alta, em julho passado. "Lá já está entupido e vamos mostrar inclusive canções novas, em homenagens a Altemar Dutra. Faço 28, 30 músicas, mais ou menos", explica o cantor.
 
O cantor relata não ter memórias dos momentos de seu acidente vascular cerebral, sofrido quando estava em Barreiras, Bahia. Agnaldo foi transferido para o hospital Roberto Santos, em Salvador e levado em seguida para o Hospital das Clínicas, em São Paulo. "Foram milhares ou milhões de pessoas pedindo por minha saúde, acho que Jesus Cristo me deu uma colher de chá", disse Timóteo.
 
Alta após AVC
O cantor Agnaldo Timóteo recebeu alta em 17 de outubro, após ficar 59 dias internado por ter sofrido um AVC. O voltou a cantar durante uma missa no Rio de Janeiro.
 
A cerimônia aconteceu em homenagem ao aniversário do cantor, que completou 83 anos e ocorreu no Santuário Arquidiocesano da Divina Misericórdia, em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio.
 
Agnaldo estava acompanhado dos filhos Keite Evelyn e Márcio Timóteo e do sobrinho Timotinho. Durante a celebração, o artista emocionou a todos cantando a música "Noites traiçoeiras"
 
Internação
Agnaldo Timóteo recebeu alta no dia 19 de setembro após 59 dias de uma luta em que ele saiu vencedor. O cantor sofreu um AVC em Barreiras (BA), no dia 20 de maio e chegou a ser transferido para o hospital Roberto Santos, em Salvador.
 
No dia 08 de junho ele foi transferido para São Paulo, onde ficou no Hospital das Clínicas. Ele chegou a ficar dias na unidade de terapia intensiva (UTI) e a respirar com a ajuda de aparelhos. Ele foi internado após sofrer um princípio de AVC (acidente vascular cerebral).
 
Ele terá que fazer alguns meses de fisioterapia, para recuperar os movimentos das pernas, e também fonoaudilogia, para a voz. Ainda não há previsão para o artista voltar a fazer shows.