Fotografo: Twitter/LFC
...
Sem Legenda

Após 30 anos, o Liverpool é campeão inglês. Nesta quinta-feira, o time do técnico Jürgen Klopp nem precisou entrar em campo para conquistar a 19.ª taça da competição, pois o Manchester City perdeu para o Chelsea, em Londres, por 2 a 1, e permaneceu com 63 pontos, contra 86 do rival. Restam apenas sete rodadas e 21 pontos estão em disputa.
 
O título nacional completa um trabalho de sucesso, que rendeu aos Diabos Vermelhos o título da Liga dos Campeões e o Mundial Interclubes no ano passado. Esta é a primeira vez que o Liverpool se sagra campeão inglês depois da criação da Premier League.
 
Precisando dos três pontos e sem a pressão da torcida adversária, o Manchester City partiu para o ataque em busca da vitória, o único resultado que o interessava. O brasileiro Fernandinho quase abriu o placar, aos 17 minutos, mas Kepa fez grande defesa.
 
Aos 32, o Chelsea pressionou, mas foi a vez do também brasileiro Ederson fazer grande defesa, após finalização de Christensen. No rebote, Azpilicueta chutou para fora, perdendo chance incrível.
 
Aos 35 minutos, Pulisic abriu o placar para o Chelsea, após falha dupla de Gündogan e Mendy. Destaque para a categoria do norte-americano na hora de finalizar a jogada.
 
O gol não desanimou o City que lutava pelo tricampeonato. Logo aos nove minutos da etapa final, De Bruyne cobrou falta de forma magistral e empatou o jogo. Aos 11, Sterling teve a chance da virada, mas mandou na trave.
 
No ímpeto de conseguir o segundo gol, o time de Guardiola se abriu demais na defesa e sofreu com os contra-ataques do Chelsea Walker salvou o segundo gol de Pulisic, aos 25 minutos.
 
Aos 32, não teve jeito. Fernandinho salvou duas vezes o gol de Abraham, mas em uma delas colocou a mão na bola. Pênalti, que Willian bateu com sucesso: 2 a 1 para o Chelsea e título para o Liverpool, que vai festejar a conquista no campo do rival, o Etijah Stadium, em Manchester, na quinta-feira, em duelo válido pela 32.ª rodada.
 
OUTROS JOGOS - O Burnley venceu o Watford, por 1 a 0, enquanto o Arsenal conquistou sua primeira vitória pós-pandemia, ao marcar 2 a 0, fora de casa, sobre o Southampton.