Fotografo: Reprodução/wiki
...
Sem Legenda

A Prefeitura de Vitória da Conquista e a Polícia Militar vão realizar uma ação pioneira com o intuito de desenvolver práticas de abordagem policial que garanta a cidadania do público Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros (LGBT) no município. Para isso, a Coordenação Municipal de Políticas de Promoção da Cidadania e Direitos de LGBT e a coordenação da Ronda Maria da Penha elaborou um projeto de formação continuada.
 
“Dialogamos a importância de trabalharmos num projeto onde pudéssemos desenvolver práticas mais humanizadas. O objetivo do curso é sensibilizar a corporação para que ela entenda quais são as manifestações corporais que se tem nos recortes LGBT. O que vai garantir cidadania e direito com relação ao ir e vir do público LGBT no município”, explicou o coordenador municipal de Políticas e Promoção da Cidadania e Direitos LGBT, José Mário Barbosa.
 
As oficinas de capacitação começam em agosto e serão ministradas para as três companhias independentes de Polícia Militar de Vitória da Conquista (77ª, 78ª e 92ª) com carga horária de 20h.
 
Ainda segundo o coordenador, a pretensão é estender essa formação para outras unidades baianas da PM. “É uma parceria muito importante e rica pois fortalece vínculos entre as corporações militares e também a prática do direito humano”, completou José Mário.