Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

O vereador David Salomão (PRTB) apresentou nesta quinta-feira, 12, na secretaria da Câmara Municipal de Conquista, um projeto de lei inédito no País, que submete todos os passageiros que passaram por áreas consideradas de risco, como nas regiões de contaminação pelo novo Coronavírus (Covid-19), a cumprirem quarentena compulsória hospitalar.
 
A medida afeta restritamente os passageiros que estiveram,  em especial, no continente europeu ou asiático, nos últimos 30 dias e que desembarcarem no Aeroporto "Glauber Rocha", em Vitória da Conquista ou se encontrem nos limites do município.
 
"Todos devem ser encaminhados imediatamente às unidades públicas de saúde para realização de exame de detecção. Em caso de confirmação, deve cumprir quarentena compulsória hospitalar", explicou o vereador.
 
A fiscalização caberá à Prefeitura, com obrigação de apresentação de relatório semanal com os dados constantes de pacientes com suspeitas ou confirmações, assim como informar sobre as medidas adotadas para o combate e controle ao novo Coronavírus nos limites do município. O projeto deverá ser votado em regime de urgência, nessa sexta-feira, 13, durante sessão ordinária.
 
CASOS SUSPEITOS - A Prefeitura informou que, desde o dia 28 de fevereiro até o momento, já foram notificados em Vitória da Conquista 11 casos suspeitos de infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19). Desses, 9 casos já foram descartados e 2 aguardam o resultado laboratorial das amostras enviadas ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).
 
Desde a última nota divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde, na última sexta-feira (6), que informou 4 casos em investigação, já foram notificados mais dois casos suspeitos para o Covid-19, que estiveram em viagem: uma criança de 7 anos que passou pela França, além de uma jovem de 25 anos que esteve na Espanha e em Portugal. As pacientes seguem em isolamento domiciliar e com estado clínico estável.
 
Os dois casos suspeitos que ainda aguardam o resultado estão em isolamento domiciliar e sendo monitorados diariamente pela equipe da Vigilância Epidemiológica, formada por médica pneumologista e enfermeiras técnicas. Eles apresentaram sintomas clínicos de doença respiratória e, nos últimos 14 dias, passaram por países que estão na área de risco, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
Diariamente, a Diretoria de Vigilância em Saúde do Município está enviando à Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) um relatório atualizado com todas as informações de acompanhamento de isolamento domiciliar, com todos os dados de período de isolamento, data de notificação e situação clínica.
 
Rede de atenção à saúde se reúne para tratar do fluxo de atendimento de urgência e emergência
 
Na tarde da última terça-feira (10), o Comitê Municipal de Urgência e Emergência convocou toda rede hospitalar e de atenção à saúde do município para discutir sobre os fluxos de atendimentos para o Covid-19.
 
A reunião teve o objetivo de tentar elaborar um plano de ação municipal e regional no sentido de coordenar o atendimento dos casos mais graves de Covid-19 que possam vir a surgir no município nesse momento de alerta.
 
No Plano Estadual de Contingências para Enfrentamento do Novo Coronavírus – COVID-19, divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), foi determinado que o hospital de referência para os casos de Covid no município seria o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).
 
 “O Hospital de Base atende todos os casos de traumas mais sérios e é uma instituição altamente sobrecarregada que, em caso de uma epidemia, não daria conta de atender todas essas demandas. Então, em função disso, nessa reunião também difundimos a ideia de que cada hospital vai poder ser uma referência para orientar os pacientes com quadros leves. O HGVC vai ficar como referência para os casos mais graves”, explica José Dioclécio Ferraz, coordenador médico do SAMU 192.
 
Nesse sentido, o paciente vai poder ser orientado em qualquer unidade da rede hospitalar ou atenção básica e, de imediato, essa unidade vai fazer contato com a Vigilância Epidemiológica que vai acionar a equipe, que está a postos, para levantar a investigação do caso e orientar o isolamento domiciliar do paciente.
 
Na reunião, também foram apresentadas as estratégias de cada unidade hospitalar da rede pública e privada, bem como da Vigilância Epidemiológica do município. Além de esclarecer quais as rotinas que foram estabelecidas no SAMU 192, no sentido de orientar a população, principalmente na questão dos casos suspeitos que devem ficar em isolamento domiciliar.
 
Todo trabalho vem sendo feito como medidas preventivas, como pontua Ramona Cerqueira, sub-secretária de saúde: “O município de Vitória da Conquista está preparado para o manejo dos casos suspeitos de Coronavírus e essa reunião serve para consolidar o fluxo de atendimento dos casos que venham da rede de urgência e emergência do nosso município”. | *Com informações da Secom PMVC