Fotografo: Reprodução
...
Divulgacao

Após sucessivos desentendimentos públicos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, concederam uma entrevista coletiva na noite desta quinta-feira (8) para garantir que possuem uma “agenda convergente”.
 
 
 
"O Brasil está acima de quaisquer diferenças que possamos ter. Queria agradecer o apoio desde o primeiro dia de governo. Estamos juntos pelas reformas", disse Guedes, de acordo com a CNN Brasil.
 
 
 
De volta ao Congresso pela primeira vez após se curar da Covid-19, Maia agradeceu a Guedes e sugeriu que o país se encaminha para um “precipício” se não resolver os problemas sobre o teto de gastos.
 
 
 
"A reforma administrativa, temos urgência mas não devemos ter pressa. Queremos união dos esforços do Parlamento com a equipe econômica e o presidente da República", afirmou.