Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

O preço da soja Indicador Cepea no Porto de Paranaguá (PR), chegou perto dos R$ 160 a saca de 60 kg, um recorde real para a séria histórica do Cepea. O aquecimento da demanda reduziu drasticamente os estoques domésticos, o que impacta diretamente a produção dos derivados. O preço do óleo de soja no mercado é o maior dos últimos 17 anos.
 
Apesar da falta do grão no mercado interno, o risco de desabastecimento do óleo no país está descartado, segundo o pesquisador do Cepea, Lucílio Alves.
 
“Não dá pra dizer que vai faltar o produto, uma vez que nos próximos meses teremos redução das exportações da soja em grão e um direcionamento maior para o mercado interno, que está pagando mais que as exportações. Dentro desse contexto, o óleo de soja está descolado do mercado interno e da paridade de exportação”, diz.
 
Segundo o pesquisador, o consumo doméstico da soja deve chegar até 44 milhões de toneladas, mas com exportações na casa de 79 milhões de toneladas. “Com base nesses dados e nos estoques iniciais que começamos o ano, tudo indica que teremos um equilíbrio muito ajustado entre oferta e demanda e não há espaço para grandes mudanças”, avalia Alves.
 
Importações
Diante da escassez da soja em grão no mercado interno, o Brasil pode elevar os volumes de importação para os próximos meses. Até o momento, o principal fornecedor do Brasil é o Paraguai. “Na parcial do ano tivemos um registro de 528 mil toneladas importadas, com a grande maioria vinda do Paraguai. Tivemos algum registro do produto importado dos Estados Unidos, mas sem volumes significativos até o momento, cenário que pode mudar nos próximos meses”, destaca o pesquisador do Cepea.