Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

A tendência é de alta para os preços do frango vivo e da carne de frango no atacado, de acordo com a consultoria Cogo – Inteligência em Agronegócio. A projeção se apoia na demanda interna mais firme e o bom desempenho das exportações no acumulado de 2020.
 
Nos últimos 30 dias, as cotações do frango vivo registram uma forte alta de 13,3% nos últimos 30 dias, acumulando um incremento de 6,3% entre janeiro e junho de 2020. Nos últimos 12 meses, entretanto, há um recuo nominal de 0,9%.
 
No atacado de São Paulo, o quilo do frango resfriado está cotado, em média, a R$ 4,55, com aumento de 11,5% nos últimos 30 dias, mas acumula uma baixa de 15% entre janeiro e junho de 2020 e de 4,6% nos últimos 12 meses.
 
Mercado externo
As exportações totais de carne de frango (in natura e industrializada) cresceram 5,6% entre janeiro a maio de 2020, quando comparados ao mesmo período de 2019. No acumulado do ano, o volume exportado chegou a 1,653 milhão de toneladas, contra 1,564 milhão de toneladas entre janeiro e maio de 2019.
 
No acumulado do ano, entre janeiro e maio, a receita das exportações de carne de frango atingiu US$ 2,487 bilhões, número 1,6% menor em relação ao desempenho registrado no mesmo período do ano anterior, de US$ 2,528 bilhões
 
“A China fortaleceu sua posição como principal destino das exportações de frango do Brasil e foi um dos impulsos para o bom desempenho dos embarques em 2020. Essa é uma tendência que deverá se manter durante os próximos meses em relação ao mercado asiático”, diz.