Fotografo: Reprodução / TV Globo
...
Sem Legenda

  Galvão Bueno, 69, foi internado nesta quinta-feira (21) em uma clínica em Lima, no Peru. O principal narrador da Globo passou mal e foi submetido a um "cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana".

O jornalista está na capital peruana para narrar a final da Libertadores. A Globo informou que ele não poderá trabalhar no jogo, entre Flamengo e River Plate, sábado (23), às 17h. Luis Roberto foi chamado para narrar a partida.
 
"Ele [Galvão Bueno] foi levado para exames na clínica Anglo-Americana, no bairro de Miraflores, acompanhado por sua mulher, Desirée Galvão Bueno. Foi atendido prontamente e está sendo submetido a um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana", diz a nota da emissora.
 
Com mais de 40 anos de carreira, Galvão Bueno narra os principais eventos da Globo. Esteve em 12 Copas do Mundo.
 
Na Globo desde 1981, narrou as conquistas do Brasil nas Copas de 1994 e de 2002. Também estava na cabine no dia do acidente que matou Ayrton Senna.
 
Atualmente, ele apresenta o programa Bem Amigos, no canal SporTV. Na ultima Copa, em 2018, ele encerrou a transmissão da final em tom de despedida, o que aumentou a especulação sobre sua possível aposentadoria.
 
"Quero muito continuar. Isso aqui é minha vida. Mas vamos resolver tudo com muita calma. Todos falaram se é minha última Copa. Provavelmente seja, não sei. Mas, se tiver sido, foi tão especial como se tivesse sido a primeira", disse na ocasião.
 
No fim do ano passado, no entanto, ele renovou seu contrato com a Globo até 2022, ano em que acontece a Copa do Mundo do Qatar. Este seria seu 13º Mundial como narrador. Ele estreou em 1974, na Alemanha, então como narrador da TV Gazeta.
 
Ele mudou para a Globo em 1981 e teve uma rápida passagem pela extinta Rede OM, em 1992.