Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

Irmã Dulce se tornará santa dia 13 de outubro de 2019. A primeira mulher nascida no Brasil será canonizada em uma celebração presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano, em Roma. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (1º), em uma coletiva de imprensa que ocorreu simultaneamente em Roma, no Vaticano e no Santuário Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, no Largo de Roma, em Salvador.
 
O arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger e a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes, participaram da coletiva, em Salvador.
 
Dom Murilo Krieger detalhou que o beata levará o nome santo de Santa Dulce dos Pobres e seu dia será celebrado sempre no dia 13 de agosto.
 
Irmã Dulce, cujo nome de batismo era Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, é recordada por sua obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados. Religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, a beata nasceu em Salvador, em 26 de maio de 1914. Ela faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, em Salvador.