Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

Minhas rosas o mês é de prevenção é lutar na dificuldade e no futuro agradecer com fé.
 
A fé nos faz sofrer, a fé nos faz feliz. com a fé, minhas rosas nos sentirmos filhos com deveres supremos, deveres que correspondem à supremacia.
 
Nós somos criaturas que devemos seguir regras do bem para vencer o mal, e, sem dúvida, a unanimidade é ditatorial. O nosso Deus supremo ao expulsar sua criação do céu nesse caso o anjo chamado de luz, ao cair na terra. A supremacia quis simplesmente demonstrar que a unanimidade é um requisito ditatorial. E que a briga do mal com o bem é coerentemente a filosofia do respeito aos conceitos da escolha para com divindade. É simples: Ou você cultua a maldade da guerra sangrenta com a vaidade de vantagens e orgias de belezas matérias, ou cultua a paz amando o próximo no direito de igualdade. Onde quero chegar minhas rosas que sabem que esse mês de novembro se iguala ao mês do outubro rosa, da prevenção do câncer que se forma nas células das mamas e este mês de  novembro é o mês que o homem previne-se do câncer de próstata que é uma pequena Grândola do tamanho de uma noz  que produz o liquido seminal. Pois muito bem vamos nessa igualdade de condições para chegarmos ao nosso objetivo.
 
Se um homem ou mulher é constitucionalmente corretos com seus direitos e deveres de cidadãos cumprindo as leis constitucionais e só será condenado e preso quando se esgotar todos os recursos de defesa.
 
Nada mais nada menos que se considera justo o voto minerva do ministro Presidente do supremo tribunal federal. Dias toffoli ontem quando extinguiu a prisão em segunda estância. Não vamos negar que esta prisão no Brasil com as brechas que a lei tem e que foi aplicada não freio a modalidade de governos e governantes corruptos desse país. Nossa editoria já se colocou a favor de prisões em segunda estância delatadas por membros de governos que deixou esse pais a ver navios na moralidade, no mundo  que tem que cultuar  a paz e igualdade social. Mas o placar de 6 a 5 de ontem demostrou que na democracia temos que respeitar os direitos e as garantias do cidadão nos seus pensamentos. E principalmente que a unanimidade é burra ou melhor caminha para uma ditadura que se corrompe no toma lá da cá entre os pares do poder pelo poder.
 
Ouça Podcast, comentário do Jornalista editorialista; Tico Oliveira.