Fotografo: Reprodução
...
Divulgacao

Presidente do sindicato dos guardas foi literalmente negado e cortado em seu discurso na tribuna da Câmara de hoje.
 
Na Quarentena a  transmissão negou  as denuncias da guarda municipa  que só existem em salários de corpos estranhos.
 
As sessão da câmara de vereadores estão sendo realizadas  atreves do sistema on -line neste momento de pandemia. Hoje em visita a Vitória da Conquista e participando da sessão do legislativo municipal . O presidente do Sindicato dos guardas municipais da Bahia senhor Pedro de Oliveira teve sua fala cortada pela radio Brasil Fm, No momento em que fazia crítica ao prefeito municipal de Vitória da Conquista , Herzem Gusmão(MDB) “A prefeitura não esta se adequando ao projeto que foi programado por esse parlamento . A prefeitura criou a guarda municipal criou um cargo nomeando um Comandante e um só agente de segurança pública, e o restante ficou como um corpo estranho.” Denuncio o presidente Pedro de Oliveira e continuou o sindicalista “Nós estamos aqui para orientar” Disse “Essa prefeitura começou certo mas agora esta fazendo tudo errado. Não existe a guarda que o parlamento aprovou e não existe segurança municipal para evitar o trafico na zona urbana e na zona rural. E principalmente para prevenir crimes contra o patrimônio e os diversos crimes existentes nesse momento contra as mulheres em plena pandemia.” Pedro Foi negado  na transmissão da  casa do povo.Na quarentena é dificil fazer discursos na Cãmara de vereadores de apoilo ao  comercio em plena pandemia  da vida do proximo eleitoreira  do toma lá da cá.