Fotografo: Divulgação PF
...
Sem Legenda

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira (15) nova fase da operação Mendacium - falsidade em latim - , que investiga uma organização criminosa especializada em fraudes no recebimento do seguro-desemprego.
 
São cumpridos 21 mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão nas cidades Ibicuí (Bahia), Mauá (São Paulo), Porangatu (Goiás) e Nove pessoas foram presas até o momento.
 
De acordo com as investigações, a quadrilha conseguiu sacar mais de R$ 20 milhões em benefícios. 
 
A investigação, de acordo com o G1, começou em outubro de 2017, na delegacia da Polícia Federal de Presidente Prudente, quando um trabalhador desempregado procurou a PF para relatar que não havia conseguido retirar seu seguro-desemprego porque alguém já havia recebido o benefício. 
 
A ação contou com o apoio do Ministério do Trabalho e da Caixa Econômica Federal.