Fundado pelo jornalista Tico de Oliveira em 12 de junho de 1987 - E-mail: jornalimpactoconquista@gmail.com

Cidadão Repórter

77 98839-2585
Vitória Da Conquista(BA), Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021 - 18:09
19/02/2021 as 11:30 | Por Francis Juliano/BNoticias | 184
Prefeito de Brejões critica processo de escolha em pleito da UPB: 'Tinha que discutir mais'
Sandro Correia declarou que uma das questões urgentes para as cidades é a divisão do bolo tributário [repasse de impostos] que é concentrado na União
Fotografo: Reprodução
Sem Legenda

O prefeito reeleito de Brejões, no Vale do Jiquiriçá, Sandro Correia, criticou o processo de escolha para candidatura à União dos Municípios da Bahia (UPB). No próximo dia 10 de março, o gestor de Jequié, no Sudoeste, Zé Cocá será aclamado como novo presidente da entidade municipalista, já que é o único candidato do pleito. Sandro Correia diz que mesmo com os problemas acarretados com a pandemia, era necessário discutir mais o processo e tirar dele uma agenda de defesa dos interesses dos 417 municípios do estado.
 
"Eu acho Zé Cocá um excelente quadro, um cara que já tem uma história e vai ter um futuro brilhante. Mas a dinâmica da eleição da UPB não favorece os municípios. Não teve a construção de compromisso. Porque essa escolha de candidato não favoreceu o diálogo. Tinha que discutir mais.  Mas vão falar: 'ah, mas isso a UPB é que vai mudar'. Eu acho é que a gente tem que criar as bandeiras", declarou ao Bahia Notícias.
 
Sandro Correia declarou que uma das questões urgentes para as cidades é a divisão do bolo tributário [repasse de impostos] que é concentrado na União, com a segunda maior parcela para os estados e a menor para os municípios. "A gente precisava discutir mais o regime de colaboração. Os municípios são muito penalizados com os custos dos serviços porque tem a menor fatia do bolo", acrescenta. 
 
Para o prefeito de Brejões, relações de parceria com o governo do estado ou entendimento com governo federal são importantes, mas não são tudo. "Embora, a gente seja alinhado com Rui Costa e precise ter um entendimento com o governo federal, tem momentos que o interesse das outras esferas divergem da causa municipal", pontua.
 
O prefeito de Brejões avalia que além da pandemia, influenciaram na falta de discussão sobre o pleito da UPB, a entrada de novos gestores nas prefeituras do estado, além da situação dos reeleitos, ocupados com questões pendentes do mandato. “A gente falhou também”, finaliza.




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil