Fotografo: Simmp
...
As secretarias de Administração e Educação estarão reunidas para avaliar o movimento grevistas

 
 
 
O Simmp – Sindicato do Magistério que comanda a greve dos professores da rede municipal de ensino permanece irredutível e mantém uma greve que levará os professores a não receber os seus salários.
 
Com cartazes e palavras de ordem, os grevistas, apoiados pelo PT e PCdoB foram a Câmara de Vereadores na sessão da última quarta-feira (1°). “A greve é perversa, irresponsável e política”, tem afirmado o prefeito Herzem Gusmão (MDB).
 
Os partidos que comandaram a cidade por 20 anos, e que arruinaram a Educação, Ideb com média de 3,4, tentam continuar atrapalhando o município, que já prepara a grande virada na Educação, com a metodologia de Sobral que possui média de 8,8 no Ideb.
 
Monitoramento
 
A Smed – Secretaria de Educação continua monitorando os faltoso para que o corte possa ser feito de maneira criteriosa para não prejudicar os professores que não aderiram ao movimento. Já são 14 dias de greve.
 
A reportagem apurou que na próxima segunda-feira (6), as secretarias de Administração e Educação estarão reunidas para avaliar o movimento grevistas, considerado muito fraco.
 
Em função da baixa adesão, o Governo Municipal achou desnecessário convocar professores contratados para substituir os grevistas.