Fotografo: Reprodução
...
Divulgacao

Desde o dia 18 de março as atividades da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) estão parcialmente suspensas, com sessões e reuniões ocorrendo através do Sistema de Deliberação Remota (SDR). A decisão foi tomada com o objetivo de resguardar a saúde dos servidores e da população durante o período da pandemia da Covid-19, com base nas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).
 
Além da preservação da saúde, a Câmara atingiu outro resultado bastante positivo: a economia de recursos públicos. De março a julho deste ano, a Câmara reduziu em mais de R$ 12 mil os gastos com água e energia elétrica. Na comparação com o mesmo período de 2019, quando a Casa funcionou sem restrições, a Câmara alcançou uma economia de 34,87%.
 
Outras economias – A Câmara tem reduzido seus gastos também em outras áreas, estabelecendo cada vez mais racionalidade na gestão de suas finanças. Em recente entrevista, o presidente da Casa, Luciano Gomes (PCdoB), destacou que a atuação responsável do Poder Legislativo Municipal com os recursos públicos permitiu que a Casa do Povo devolvesse dinheiro aos cofres do Tesouro Municipal, com o pedido de que fosse aplicado no combate e prevenção à Covid-19. “Mais de R$ 410 mil devolvidos à prefeitura, frutos da economia que fizemos no ano de 2019”, apontou o parlamentar.
 
Além disso, no último ano, houve uma redução de 70% nos gastos com combustíveis. Tudo isso proporciona à Câmara novas possibilidades, como a implantação de uma emissora da Rádio Câmara, que será transmitida na frequência 90,3 FM, e compõe a estratégia de intensificar a comunicação da instituição com a população, promovendo ainda mais uma administração responsável e transparente. A função da rádio é levar informações sobre o Poder Legislativo Municipal, a exemplo dos temas, indicações e projetos debatidos, votados e aprovados na Casa, os quais implicam diretamente na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.
 
A Câmara pretende também implantar um sistema de energia solar, fazendo com que a Casa economize ainda mais recursos além de fazer a sua parte no uso de fontes renováveis de energia.
 
Luciano Gomes aponta que o bom uso dos recursos destinados ao Poder Legislativo Municipal é fruto dos esforços de todos. “Esse mérito é de toda a equipe de administração da Câmara, da Mesa Diretora, dos servidores e também dos colegas vereadores. Como gestores da Casa, é nossa obrigação fazer o melhor uso possível dos recursos que nos são disponibilizados. Esta é a Casa do Povo e nós estamos aqui para cuidar bem desse patrimônio da população”, avalia Gomes.
Fonte CMVC