Fundado pelo jornalista Tico de Oliveira em 12 de junho de 1987 - E-mail: jornalimpactoconquista@gmail.com

Cidadão Repórter

77 98839-2585
Vitória Da Conquista(BA), Terça-Feira, 11 de Maio de 2021 - 05:21
11/04/2021 as 00:55 | Por Tico Oliveira | 349
Vereadores repudiam STF. O corpo é templo do Espírito de Deus, já disse o apóstolo Paulo
Bico na Trombeta
Fotografo: Divulgação
Sem Legenda

Quer falar com Deus?
Ajoelhe-se em seu próprio quarto e saia do risco das infecções pelo vírus mortífero. Paulo já ensinava: “o corpo é o templo de Deus”. Cuide-se e não entre no fanatismo.
 
No Bico na Trombeta o jornalista faz comentários impactantes.
Sobre a Sessão da Câmara de Vereadores realizada  nesta sexta feira , 9/4, quando houve denúncias de perseguições a funcionários públicos municipais por não terem votado na reeleição do saudoso prefeito Herzem Gusmão (MDB) e de sua vice e atual prefeita Sheila Lemos (DEM), denúncias ainda na área de saúde com bloqueios da gestora à fiscalização nessa área crucial, para evitar mortes devido à pandemia. 
Na mesma sessão também foi votado o projeto de lei do vereador Adnilson Pereira (MDB) com a indicação de unanimidade. Vereadores evangélicos repudiaram a votação do STF sobre a questão do fechamento dos templos religiosos. Por 9 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (8) que estados e municípios e governos estaduais  podem impor restrições a celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas, em templos e igrejas durante a pandemia de Covid-19 — divergiram os ministros Nunes Marques e Dias Toffoli.
O ministro Nunes Marques apresentou seu voto nesta quinta a favor da liberação dos cultos em todo território nacional, desde que respeitados os protocolos definidos pelo Ministério da Saúde. O ministro sugeriu que os cultos sejam realizados em locais arejados, com uso de álcool em gel e máscaras, além do espaçamento entre os assentos e aferição de temperatura.
“Criou-se uma atmosfera de intolerância, na qual não se pode falar do direito das pessoas, que isso é tachado de negacionismo”, afirmou. Para o ministro, mesmo na pandemia, é necessário que alguns setores não fechem totalmente. “Serviço de saúde e alimentação não podem ser fechados evidentemente. Por outro lado, festas e shows podem ser proibidos temporariamente. Há uma vasta zona cinzenta”, disse. “Mesmo as igrejas estando fechadas, nem por isso estará garantida a redução do contágio.” O presidente do supremo tribunal federal Dias Toffoli se limitou a dizer que acompanhava o voto do ministro Nunes Marques.
Em seu voto, na sessão de quarta-feira (7), o relator Gilmar Mendes afirmou que o Supremo já assegurou autonomia aos estados e municípios para que tomem medidas de combate ao coronavírus, inclusive restrições a atividades religiosas. O relator afirmou que o país se tornou um “pária internacional” no âmbito da saúde. “Diante desse cenário, faz-se impensável invocar qualquer dever de proteção do Estado que implique a negação à proteção coletiva da saúde”. Segundo o ministro, “ainda que qualquer vocação íntima possa levar à escolha individual de entregar a vida pela sua religião, a Constituição de 88 não parece tutelar um direito fundamental à morte. A essa sutil forma de erodir a normatividade constitucional deve-se mostrar cada vez mais atento este STF, tanto mais se o abuso do direito de ação vier sob as vestes farisaicas, tomando o nome de Deus para se sustentar o direito à morte”, declarou Gilmar Mendes. Outros (8) ministros acompanharam o voto de Gilmar Mendes: Ricardo Lewandowski, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Carmen Lúcia, Marco Aurélio Mello, Luiz Fux .
Em Vitória da Conquista houve protesto contra a decisão do STF. Os vereadores Nildo Fretas ( PSC ),  Bibia (MDB), Ivam Cordeiro (PTB), Orlando Filho (PRTB). O vereador Adinilson Pereira  (MDB) também se pronunciou contra a decisão dos 9 ministro do SupremoTribunal Federal. “Repúdio ao STF” - O edil reforçou as críticas contra a decisão do Superior Tribunal Federal de que os estados e municípios podem impor restrições às celebrações religiosas presenciais durante a pandemia de Covid-19.
“Igreja não é ameaça. Nós estamos com um Projeto de Lei que trata as igrejas como serviço essencial no nosso município. O projeto já está em pauta de votação. A igreja tem uma responsabilidade muito grande”, finalizou o vereador Adinilson.Agoara.
Bico na Trombeta tico tico : “Na minha opinião, como já dizia o
apóstolo Paulo: “O corpo é o templo de Deus”. E como os protocolos não são seguros visto que em sessões legislativas durante a pandemia abraços e apertos de mãos entre os edis e homenageados com a placa, honrosa e vaidosa, ocorrem sempre a cada plenária, e até aconteceu no próprio velório do saudoso Herzem Gusmão, nós assistimos até mesmo a prefeita Sheila Lemos (DEM)  se abraçando com companheiros de partido, como o presidente dos DEMOCRATAS ACM NETO.
E várias aglomerações reclamadas pelo mestre de cerimônia Celio Santos. “Gente todos nós sabemos que a pandemia está matando e só temos vacinados até o momento com quase 400 mil mortos, 4% da população. Hoje não tem oxigênio, não tem respiradores suficientes e insumos são poucos para a vacina do pinga-pinga no país do presidente Bolsonaro que apareceu nesta sexta feira (9( sem máscara com os seguranças sem a proteção, dando entrevista junto com apoiadores.
A Anvisa está dificultando os governadores de comprar mais imunizantes. O problema são as pessoas querendo mercar na fé, e em todos os segmentos comerciais. Seres humanos que se acham no direito de professar sua fé, sem se importarem com o vírus, se achando na exclusividade de ser salvo por Deus, como se Deus fosse diferenciar as pessoas na infecção.
Tantos Papas há tempos sem esta evolução atual da ciência mandaram fechar as igrejas por causa das pandemias do passado e nesta pandemia o Papa Francisco foi o primeiro líder religioso a pedir para que as missas não fossem realizadas. Os muçulmanos e outras religiões no mundo já se impuseram severas restrições, fechando os templos com a opção das celebrações on line.
Chamou a atenção o jornalista Tico Oliveira que comenta este e outros assuntos. Ouça podcast abaixo. Do trecho da carta aos coríntios do apostolo Paulo.
 
Coríntios é como é conhecida a primeira epístola do Paulo (apóstol) à igreja em Corinto
Paulo explica que os dons são dados por um único Deus para o cumprimento de sua obra na Terra, buscando situar a igreja como um só corpo e os cristãos como membros desse corpo. E, assim como no corpo humano cada parte tem uma função específica, o mesmo deve ser aplicado quanto às manifestações dos dons espirituais na Igreja (I Coríntios 12:12).
Após uma pausa em que fala sobre a suprema excelência do amor, durante o capítulo 13, Paulo detém-se no uso dos dons de línguas e de profecias. Neste sentido, ele orienta que os cristãos devem procurar com zelo os dons espirituais, principalmente o de profetizar. Ouça Bico na trombeta.
Ouça Bico na Trombeta com o jornalista Tico Oliveira podcast abaixo
 

 




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil